Saúde

14/02/2018 15:08 Eliza Gund/FlorestaNet

Alta Floresta: Após reunião servidores mantém greve até confirmação de pagamento

Mais uma vez os servidores da saúde pública municipal se reuniram em manifestações em frente ao Paço Municipal e também na Câmara de Vereadores de Alta Floresta. Em sequência às manifestações iniciadas na última semana, nesta quarta-feira (14) os servidores buscavam uma reunião que deveria acontecer com o prefeito municipal, Asiel Bezerra, e secretário municipal de saúde, Adonis Pacheco Sampaio, buscando além da regularização na folha de pagamento, um adicional de insalubridade e melhorias nas condições de saúde dos servidores. A reunião aconteceu de forma parcial, a parte restante do pagamento da folha não aconteceu até o meado desta tarde, e a greve continua.

O movimento grevista é mais uma vez explicado pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Alta Floresta (Sispumaf), Rogério Francisco da Silva. A cobrança de três requisitos básicos: O pagamento do salário em dia, que vem acontecendo com até 20 dias de atraso; Pelo menos um estudo para se criar a insalubridade no município, que é um direito constitucional e os servidores de Alta Floresta não recebem; E melhoras nas condições de trabalho. “Que todo mundo sabe que se tem passado por uma crise e está faltando algumas coisas nos postos de saúde”, apontou Rogério. Entre as faltas mencionadas pelo presidente, estão materiais básicos de higiene e limpeza em todas as unidades.

Algumas decisões foram tomadas na manhã desta quarta. “Em relação as melhores condições de trabalho, o Conselho Municipal de Saúde ficou de criar uma comissão e passar de PSF em PSF levantando os problemas para buscar junto com a gestão um concerto de tudo isso. E em relação a insalubridade, a gente veio pra Câmara, porque o prefeito vai estará aqui, aí vai sentar o prefeito, o secretário de saúde, alguns representantes dos servidores, o advogado do sindicato, para discutir como que vai ser feito isso para garantir que vai ser feito este estudo este ano”, destacou Rogério.

Em relação ao pagamento, existiam promessas de que aconteceria nesta tarde de quarta-feira, após alguns problemas identificados na última sexta-feira (09) com a transferência para as contas. “O salário, segundo a administração, foi pra Caixa, mas teve um problema de transferências para as contas, isso a gente vai confirmar agora pela manhã e se realmente o problema aconteceu com a caixa, o sindicato vai fazer uma retratativa, dizendo que realmente houve boa vontade da administração e que o problema aconteceu na transferência do dinheiro e que não foi culpa da administração este atraso desse mês”, concluiu Rogério.

Apesar da ausência do prefeito municipal na reunião entre vereadores e representantes dos servidores, o presidente afirma otimismo na solução do problema nos atrasos salariais. “Os gestores, eu percebi que eles estão bem mobilizados pra tentar resolver o problema, uma pena que teve que acontecer tudo isso pra mobilizar todo mundo, mas eu senti muita boa vontade do secretário de saúde que se colocou a disposição, o pessoal da administração se colocaram todos à disposição para resolver”, pontuou Rogério Francisco da Silva, presidente do Sispumaf.

Ainda durante a tarde os servidores se mantiveram na prefeitura municipal em busca de respostas, e aguardando a confirmação dos pagamentos. Por enquanto a greve é mantida pela classe.


O site Florestanet, foi o primeiro site de notícias de Alta Floresta, teve a sua operação iniciada em 1999, sendo um dos pioneiros no jornalismo on-line.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo