Saúde

Saúde 31/05/2017 07:33 Ascom/Prefeitura

Em programa de rádio, secretário faz avaliação de ações na saúde altaflorestense

O secretário de saúde de Alta Floresta, Adonis Sampaio, participou do programa Atualidades, da Rádio Bambina, na manhã desta terça-feira, 30. Durante cerca de uma hora e meia, ele respondeu a uma série de questionamentos feitos por ouvintes da emissora por telefone e por aplicativos de smartphone. Sampaio, que está à frente da pasta da saúde municipal há cerca de 40 dias, fez uma avaliação das ações que estão sendo implementadas na área de saúde pelo município ao lado do Secretário Municipal de Governo, Antonio Ribeiro de Morais.

Durante o bate-papo, o secretário disse entender a angústia dos ouvintes em relação a vários questionamentos, mas assinalou que o município é obrigado a seguir protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde sob pena de punição e perda de recursos de programas específicos. Um dos questionamentos foi sobre o funcionamento das farmácias, que passaram a ser centralizadas.

Dentro do seu plano de ação está a humanização no atendimento aos usuários do serviço de saúde. Adonis citou que nesse sentido, o objetivo é fazer a capacitação dos servidores. No início desse mês, o secretário conseguiu um trabalho com suporte do Hospital Sírio Libanês, onde um grupo de servidores iniciou capacitação. “Vamos buscar com que os servidores se comprometam com isso. Dentro do Centro Oeste, havia apenas um município, creio que do Estado de Goiás, que tem esse treinamento, e agora Alta Floresta foi contemplado com esse beneficio”, avaliou.

Após assumir a pasta, a preocupação inicial do secretário foi fazer um diagnóstico do setor de saúde do município. Ele conseguiu apoio do Escritório Regional de Saúde e está apurando as melhores formas de alcançar um modelo de atuação que possibilite aos profissionais de saúde melhorar ainda mais a prestação de serviço à população. “Estamos fazendo um diagnóstico sobre como é essa questão de atendimento, de espera. Estamos fazendo diagnóstico da questão estrutural do PSF e questões de funcionamento, de servidores, de médicos, de enfermeiros. E a partir deste momento a gente constrói um protocolo de gerenciamento com as pessoas responsáveis por cada área”, detalhou Adonis.

O assunto mais citado durante a entrevista foi relacionado a medicamentos. O secretário explicou que a centralização dos medicamentos em farmácias básicas, na Policlínica e no Terminal Rodoviário, segue o protocolo estabelecido por lei pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde. “Sabemos que existe uma população vulnerável que necessita da entrega do medicamento em domicílio. A Secretaria está elaborando um projeto, a gente vai constituir uma equipe multidisciplinar com farmacêutico, assistente social e com uma técnica de enfermagem ou enfermeira, e a gente vai à busca ativa das pessoas que realmente necessitam da entrega do medicamento em domicilio. É algo novo que a gente está apresentando para o município de Alta Floresta”, informou, citando que a determinação do Ministério da Saúde atinge os municípios com mais de 50 mil habitantes, como é o caso de Alta Floresta. Ele disse entender a angústia da população em relação aos deslocamentos em busca das duas farmácias básicas, mas reconhece que a medida estabeleceu economia na aquisição e distribuição de medicamentos. “Por força de lei e até pra não perder recurso de sistema, a gente tem que cumprir o que o Ministério estabelece”.

Adonis Sampaio também orientou sobre os procedimentos especializados, cuja responsabilidade é do governo estadual. Cabe ao município definir o encaminhamento dos pacientes para a Central de Regulação. Na área de ortopedia, o secretário revelou que o município fará em breve um mutirão, já que a fila de espera por atendimento nessa área chega a 1,2 mil pessoas. Em relação ao atendimento com médicos especialistas, Sampaio informou que os tratamentos de hanseníase serão retomados, já que o médico Roberto Kazan virá ao município uma vez por mês. Outras consultas com especialistas acontecerão assim que o município sanar algumas situações junto ao Consórcio Regional de Saúde.

Em relação a Agentes Comunitárias de Saúde, o secretário citou que um levantamento apurou que cerca de 20 profissionais estão afastadas de suas funções em razão de tratamento médico. Com isso, algumas áreas estão consideradas descobertas. Adonis indicou que tomará providências para que as ACS afastadas passem por perícia médica para atestar se poderão ou não retomar suas funções. “As ACS que não tiverem condições de trabalho, de forma permanente, a gente vai providenciar suas aposentadorias, e as que tiverem condições de retomar suas funções que a gente possibilite que tenham efetivo atendimento médico e de reabilitação para que voltem a campo”, detalhou.

O secretário de Saúde também comentou que desenvolverá ações que permitam investimentos no setor e permitam o atendimento às necessidades dos usuários do SUS. Adonis Sampaio citou ainda que pretende desenvolver parcerias para encaminhamento de pacientes para tratamentos de oncologia em Barretos, onde está situado o hospital referência no país. “Eu busco essas parcerias”, adiantou.

Por fim, Adonis Sampaio reafirmou o compromisso da administração municipal em ampliar a capacitação dos servidores para aumentar o índice de resolutividade na saúde altaflorestense. “Estamos fazendo um trabalho na formulação de um novo modelo de atendimento que vai começar, e vocês vão perceber, desde a porta de entrada da Secretaria, até o PSF mais distante daqui”, destaca o secretário, revelando que a Secretaria de Saúde vai buscar aproximação cada vez maior ao usuário do SUS. Uma dessas ferramentas será a instrumentalização da Ouvidoria que em breve ganhará uma linha com o 0800. “As informações, no decorrer desse ano, vão ser mais qualificadas. Com isso pretendemos que os atendimentos sejam mais efetivos e resolutivos dentro da Secretaria de Saúde”, conclui.


O site Florestanet, foi o primeiro site de notícias de Alta Floresta, teve a sua operação iniciada em 1999, sendo um dos pioneiros no jornalismo on-line.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo