Geral

03/04/2018 09:00 www.nativanews.com.br

Justiça do Trabalho determina que JBS realize exames de brucelose em seus trabalhadores

A brucelose, doença causada em humanos através de animais como bovinos e suínos, começou a ser registrada em trabalhadores do setor de abate de frigoríficos em Alta Floresta. “a reincidência de trabalhadores infectados no setor frigorífico é muito grande, eles não estão pegando brucelose na feira não, não estão pegando brucelose bebendo leite não, eles estão pegando brucelose matando animais no frigorífico”, apontou José Evandro Navarro, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carnes do Portal da Amazônia (Sintracal).

Caracterizada como importante zoonose de distribuição mundial, a brucelose é um sério problema de saúde pública. Embora tenha havido grande progresso no controle da doença em muitos países, ainda existem regiões onde a infecção persiste em animais domésticos e, consequentemente, a transmissão à população humana ocorre. A preocupação foi apontada durante assembleia realizada pelo Sintracal com a classe trabalhadora. “Você mesmo viu um trabalhador falando que está com brucelose, que contraiu ela no frigorífico, foi tratada e tudo mais, tratada e não obteve sucesso”, apontou Navarro frisando que “a última ação que foi tomada a tempos atrás, o Sindicato fez uma denúncia ao Ministério Público, solicitou providencia de que a empresa fizesse exames em seus funcionários, no caso dele por exemplo, ele fez particular e descobriu que está com a doença. Então hoje, por determinação judicial, a JBS é obrigada a fazer exame de brucelose em todos os seus trabalhadores, sujeita a multa, ela vai ter que fazer, isso eu já tinha conseguido de forma amigável com outros frigoríficos da região em comum acordo, só com a JBS que não fazia acordo, no início eles não aceitavam e não iriam fazer estes exames da brucelose nos funcionários”.

Mesmo com as dificuldades encontradas junto ao setor frigorífico, Navarro destaca que a empresa de certa forma também é vítima da situação, “já trabalhei em fazenda e sei que há uma irresponsabilidade grande por parte de alguns pecuaristas que acabam não fazendo a vacinação, o Governo do Estado se omite como sempre se omitiu, faz de conta que não existe, tem um órgão fiscalizador, e na verdade o frigorífico acaba que um pouco prejudicado nessa situação, porque o animal chega no frigorífico pra morrer com um certificado sanitário, emitido por uma autoridade competente, nesse caso do governo do estado, que diz que esse animal está sadio, e o frigorífico mata, aí o funcionário pode contrair uma doença porque o animal estava infectado, mas o frigorífico alega que não, os animais estavam todos sadios, virou um jogo de empurra-empurra, resumindo, resta os dois assumir as suas responsabilidades, cada qual com a sua. O Estado tem que assumir a responsabilidade de fiscalizar o pecuarista, e o pecuarista tem que fazer a vacinação do animal, tem que erradicar essa doença, se eu tenho trabalhador infectado no frigorífico, é porque tem animal sem vacina”.

Mesmo com os vários casos de incidência de brucelose em humanos no setor frigorifico, o presidente do Sintracal tranquiliza “o consumidor pode ficar tranquilo, pelo menos da carne em si porque a carne depois de resfriada no frigorífico, ela não traz risco a saúde, a bactéria morre com o frio, então não causa nada, o problema é o funcionário que está lá na linha de abate, ele que corta o animal então tem contato com o sangue da vaca, aí ele se contamina as vezes por baixo da unha, pinga no olho, um ferimento qualquer, então esse trabalhador adoece com facilidade”.

Os sintomas da doença apresentam dores musculares e febre, que se diagnosticada pode ser tratada em até 42 dias.

Após a decisão da justiça, o presidente afirma que, “O meu problema com a JBS foi esse, ela se recusava a fazer exame, porque ela não queria assumir a culpa, não sei se por conta de exportação, imagem, ou até o medo do dano moral que acontece por ela não fazer exames nos funcionários, mas agora ela vai ter que fazer esses exames e graças a Deus vamos ter a oportunidade de os funcionários saberem pelo menos que tem a doença”.


O site Florestanet, foi o primeiro site de notícias de Alta Floresta, teve a sua operação iniciada em 1999, sendo um dos pioneiros no jornalismo on-line.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo