Geral

Geral 13/06/2017 09:25 Ascom/Prefeitura

Adesão da Prefeitura de Alta Floresta ao Pró-família contempla 265 famílias

Programa de transferência de renda do Governo do Estado também contemplou 38 agentes comunitários de saúde e dois assistentes sociais

A adesão da Prefeitura de Alta Floresta ao Pró-família do Governo de Mato Grosso contemplou na tarde da última sexta-feira (09.06) 265 famílias e 40 profissionais, que fazem parte da equipe de apoio para o desenvolvimento do programa no município, sendo 38 agentes comunitários de saúde e dois assistentes sociais. O programa estadual de transferência de renda tem como público alvo pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social.

Cada família recebeu um cartão com um crédito no valor de R$ 100,00, que poderá ser utilizado exclusivamente para o consumo de gêneros alimentícios, não podendo ser utilizado para bebidas e tabaco.  Já os assistentes sociais receberam um cartão de R$ 300,00 e os agentes comunitários de saúde um cartão com um crédito de R$ 100,00.

As famílias ainda receberão apoio sócio familiar, habitacional, assistencial, de saúde e educação, e terão a oportunidade de participar de cursos e oficinas de qualificação profissional. As ações serão coordenadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social em parceria com a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas).

Sem uma renda fixa, a dona de casa Aline Geia de Lima disse que o cartão Pró-família chegou numa boa hora e vai ajudar a sua família. “Vai ser uma ajuda importante principalmente porque meu marido está desempregado no momento”, relatou.

Dezoito estabelecimentos comerciais estão credenciados em Alta Floresta. O recurso do Pró-família vem do fundo estadual de erradicação da pobreza. “Esse programa faz a transferência de renda, trabalha a qualificação profissional, os índices de educação e saúde, melhora a qualidade e o planejamento familiar. Foi um sucesso, a Prefeitura e a Assistência Social de Alta Floresta se empenharam bastante”, ressaltou o titular da Setas, Max Russi.

O prefeito Asiel Bezerra elogiou o programa. “Este programa é de extrema importância, então, parabéns ao governador Pedro Taques pela iniciativa de criar o Pró-família que vai beneficiar muitas pessoas carentes”, disse o chefe do Executivo Municipal.

O governador Pedro Taques explicou que as famílias contempladas terão que cumprir algumas condicionalidades principalmente as mulheres. “Esta rede de proteção social vai dar condições, durante um ano, para que elas (mulheres) recebam R$ 100,00 por mês, mas terão que fazer curso de qualificação, os filhos terão que estar na escola e elas terão que estudar para o programa não ser cortado”, disse o chefe do Executivo Estadual.

A entrega dos cartões Pró-família contou com a presença dos deputados estaduais Romoaldo Júnior, Dilmar Dal Bosco e Sebastião Rezende, deputado federal Victório Galli, o presidente da Câmara de Vereadores de Alta Floresta, Emerson Sais Machado, vereadores e prefeitos da região.

Outra entrega

Prefeitura de Alta Floresta também recebeu do Governo do Estado o repasse, em parcela única, do Cofinanciamento Estadual de Assistência Social, referente ao Plano de Ação 2017, no valor de R$ 72.914,00.

Também foi assinado um protocolo de intenções entre Prefeitura de Alta Floresta, Governo do Estado e a Cooperativa Mista Habitacional de Alta Floresta, que destinou 50 lotes para a construção de unidades habitacionais na modalidade de mutirão. “Essas casas serão destinadas para atender as necessidades de geração de emprego e renda e habitação para as pessoas atendidas no programa Pró-família”, explicou o prefeito Asiel Bezerra de Araújo.

Família Acolhedora

A Prefeitura de Alta Floresta e a Setas também lançaram o edital de inscrição para que famílias possam participar do Programa Família Acolhedora. O programa é feito em parceria com o Poder Judiciário.

A secretária Luzmaia Quixabeira de Araújo destacou as ações do programa no município e explicou que o trabalho é realizado por uma equipe capacitada pela Secretaria Municipal de Assistência Social. “O papel fundamental da família acolhedora é proporcionar um ambiente familiar para as nossas crianças e adolescentes que são criadas nos abrigos e nas casas lares, e aqui em Alta Floresta nós temos uma equipe que não tem medido esforços para desenvolver o trabalho”, ressaltou a Secretária.

A equipe é formada por coordenador, psicóloga, assistente social e um auxiliar. “O município tem investido pesado na capacitação desses profissionais, que foram conhecer este trabalho no estado da Bahia, em São Paulo e no Rio Grande do Sul, e estão com total capacidade para desempenhar este serviço em Alta Floresta”, explicou a Secretária de Assistência Social.

O prefeito Asiel Bezerra de Araújo explicou que a sua gestão tem dado prioridade para o atendimento à crianças e adolescentes. “Transformamos o abrigo de menores em Casa Lar e hoje evoluímos mais um passo porque temos a família acolhedora em Alta Floresta”, disse o chefe do Executivo Municipal.


Quem Somos

O site Florestanet, foi o primeiro site de notícias de Alta Floresta, teve a sua operação iniciada em 1999, sendo um dos pioneiros no jornalismo on-line.
 
Durante um curto espaço de tempo houve a interrupção dos seus serviços, mas agora, o portal volta com força total para trazer a informação precisa aos internautas de Alta Floresta (MT) e de todo o mundo.

Social

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo