Esporte

09/06/2017 07:41 globoesporte.globo.com

Grêmio é mortal, arrasa melhor defesa e faz mais gols que 10 clubes em só um jogo

Com vitória sobre a Chapecoense, Tricolor vira melhor ataque, com 15, e volta a marcar seis gols em uma partida após seis anos, guiado outra vez por Renato Portaluppi

Talvez seja ainda cedo para falar. Mas um dos principais problemas do Grêmio em 2016 parece superado. Se Renato Portaluppi precisou “ensinar” seus comandados na temporada passada rumo ao título da Copa do Brasil, neste ano parece ter sido o professor perfeito ao tornar o time "mortal", como ele mesmo cunhou. Com o 6 a 3 sobre a Chapecoense, o Tricolor se tornou o melhor ataque do Brasileirão com folga, arrasou a então melhor defesa e voltou a fazer seis gols em uma partida depois de seis anos. E sob o mesmo comandante.
Em cinco rodadas do Brasileiro, o Grêmio chegou aos 15 gols marcados. Média, portanto, de três gols por partida. Se fossem contabilizados apenas os seis gols feitos na partida com a Chape, o Tricolor já seria melhor que outros dez clubes do Brasileirão, entre eles Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG, Santos, Botafogo e Cruzeiro. Times outrora valorizados e até mesmo o atual campeão. Completam a lista com menos de seis gols na competição Avaí, Vitória, Atlético-PR e Atlético-GO.

Ah, mas houve facilidade. Se ocorreu, foi circunstancial. Até o jogo, a Chape tinha a melhor defesa da competição. Jandrei sofrera apenas um gol em quatro partidas. Hoje, são 12 equipes na frente do Verdão do Oeste na estatística. Para ver o tamanho do estrago feito pelo Grêmio. E, para o eterno atacante Renato Portaluppi, um motivo a mais para comemorar. Fora a eficiência: Everton, em menos de dois minutos, recém colocado no jogo pelo comandante, anotou dois gols - faria ainda o terceiro.
- Eu saio satisfeito pela equipe toda, enfrentamos uma grande equipe. Tomamos três gols, vamos analisar de que maneira, mas fomos eficientes. Demonstra que as duas equipes jogam para frente, buscando o gol. Sempre buscamos o gol, seja em Porto Alegre ou fora - disse Renato.

Não é comum chegar aos seis gols em um jogo. Tão incomum que o Grêmio não fazia esta quantidade em 90 minutos há seis anos. Sabe quem comandava o time à época? Ele mesmo, Renato. Foi na vitória por 6 a 0 sobre o Inter de Santa Maria, no Gauchão de 2011. Com uma equipe com nomes como Gilson, hoje no Botafogo, Leandro, atualmente no Kashima Antlers, do Japão, e o meia Douglas, atualmente lesionado no Tricolor.

Outro jogo no qual o Grêmio conseguiu chegar em placar semelhante foi a goleada por 7 a 1 sobre o Figueirense, no Brasileirão de 2008, sob o comando de Celso Roth. Mais recentemente, goleou o rival Inter por 5 a 0 no Gre-Nal do Brasileirão de 2015, com Roger Machado no banco.
- O Grêmio é um time que não se abala por jogar em território adversário. Talvez em Chapecó seja um dos estádios mais hostis e o Grêmio mostrou que joga aqui como na Arena. Estamos jogando para ganhar. Não existe isso de jogar por um ponto. Isso é muito bom e credencia o Grêmio para um bom caminho na matemática de chegada - avaliou o vice de futebol Odorico Roman após o resultado.
Vice-líder do Brasileirão, o Grêmio retorna de Chapecó no início da tarde desta sexta-feira. Desembarca e treina no CT Luiz Carvalho. O próximo compromisso será na segunda, contra o Bahia, na Arena, às 20h. Léo Moura e Barrios devem ser baixas, com problemas musculares - ambos farão exame em Porto Alegre para saber a extensão das lesões.




O site Florestanet, foi o primeiro site de notícias de Alta Floresta, teve a sua operação iniciada em 1999, sendo um dos pioneiros no jornalismo on-line.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo