Economia

22/12/2017 06:33 Diario de Cuiabá

Devoluções de cheque sem fundo crescem em novembro em MT

O percentual de devoluções de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos no mês de novembro aumentou significativamente, em Mato Grosso, na passagem de outubro para novembro. Conforme dados do Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos, divulgados ontem, as devoluções passaram de 1,97% para 2,13%, no mês passado, avanço de 0,16 ponto percentual. 

O movimento registrado no Estado foi o contrário do ocorrido no Brasil, que teve queda em relação a outubro, chegando a 1,93%, percentual que é o menor para o período desde 2014, quando o número também era de 1,93%. 

O crescimento na expansão mensal na inadimplência revela que para cada cem cheques utilizados como forma de pagamento (emitidos), pouco mais de dois foram devolvidos – não pagos - por falta de fundo na conta dos correntistas. 

O aumento da inadimplência nessa forma de pagamento aumentou em todos os estados do Centro-Oeste entre outubro e novembro, levando o saldo da região a atingir 2,47% de devoluções do total de cheques compensados, maior que a devolução de 2,28% registrada em outubro/17. 

Apesar da alta mensal no número de devoluções, o indicador Serasa mostra queda na comparação entre novembro desse ano ante mesmo mês do ano passado. As devoluções que atingiram 3,45% do total compensado em novembro do ano passado recuaram para 2,13%. 

De janeiro a novembro, o índice de devoluções em Mato Grosso somou 2,30%, o terceiro maior do Centro-Oeste e acima dos 2% apurados na média nacional no acumulado do ano. 

De janeiro a novembro de 2017, entre as regiões do país, a liderança de devoluções foi da região Nordeste, com 3,93% de cheques devolvidos. O Sul apresentou o menor percentual de devoluções no período: 1,66%. 

Já entre os estados, o Amapá segue na liderança do ranking de cheques sem fundos entre janeiro e novembro de 2017 que somou 15,62% de cheques devolvidos. Na outra ponta, São Paulo teve o menor percentual de devoluções, 1,60%. 

BRASIL - O percentual de devoluções de cheques pela segunda vez por insuficiência de fundos foi de 1,93% em relação ao total de cheques compensados, em novembro. O percentual sofreu queda em relação ao mesmo período do ano anterior, quando registrou-se 2,46% de devoluções. 

Segundo os economistas da Serasa Experian, o recuo das taxas de juros, a recuperação da renda real dos consumidores com a queda da inflação e o com a diminuição, ainda que gradual, do desemprego, têm contribuído para a redução da inadimplência com cheques. 

Em novembro, foram 772.132 cheques devolvidos e 39.916.149 cheques compensados. No mesmo período do ano anterior totalizou 1.119.608 de cheques devolvidos e 45.510.164 cheques compensados. No acumulado do ano, de janeiro a novembro, foram 9.113.627 cheques devolvidos e 454.763.910 compensados. 


O site Florestanet, foi o primeiro site de notícias de Alta Floresta, teve a sua operação iniciada em 1999, sendo um dos pioneiros no jornalismo on-line.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo